Introdução a Série – Espírito Santo e a Missão no Livro de Actos

Definição do conceito de Missão

A definição da missão cristã deve ser entendida à luz do uso histórico. Missão na forma como ela é entendida nos círculos da igreja por mais de cem anos tem vindo a sofrer transformações. A definição da missão que eu aprendi há vinte e tal anos atrás no Seminário Nazareno tem sofrido muitas alterações. McGavran observou que “Cem anos atrás, a missão era teologicamente justificada como um posto avançado de evangelização do mundo. Actualmente, a missão é por igrejas conciliares, definida de muitas maneiras. A missão hoje é entendida como tudo que é feito fora das nossas quatro paredes é tudo o que a igreja faz para não-membros. Rheenen define missão como” a obra de Deus … missão também está enraizado no desejo de Deus em reconciliar a humanidade pecadora consigo mesmo … “Missões” o termo não deve ser confundida com a “missão”. A missão tem a ver com o plano de crentes comprometidos com a missão cumprida de Deus. A missão, podemos dizer que é a âncora teológica de missões.

 Em seu livro, “Uma Teologia Bíblica da Missão ‘Peters escreveu” A missão refere-se à entrega total bíblica da Igreja de Jesus Cristo. É um termo abrangente, incluindo os ministérios para cima, para dentro e para fora da igreja. É a igreja como “enviada” a estrangeiros, peregrinos, com propósito de lhes dar testemunhos, como profetas, servos, sais, luzes, etc., neste mundo.

O livro de Actos é o grande texto da missão

O livro de Actos é o grande texto da missão. É um dos livros da Bíblia que fornece uma base bíblica para a missão. Em Actos 1:8 vemos o mandato da missão para o povo de Deus. O texto afirma: “Mas recebereis a virtude do Espírito Santo que virá sobre vós; e sereis minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e Samaria, e até os confins da terra.” Lucan na sua compilação da história oral do livro de Actos, disse: “ no livro de Acto ouvimos acerca da história de como um pequeno grupo de judeus se tornou numa testemunha dinâmica do Senhor Jesus Cristo. Começando em Jerusalém, depois Judeia, Samaria e finalmente em todo o mundo de então conhecido. (Actos 1:8) Este versículo é a chave para a compreensão da expansão, crescimento e poder da igreja conforme narrado no resto do livro de Actos.

 A narrativa fala-nos de um registo acerca de uma igreja emergente e de como ela colide em direcção ao reconhecimento da importância deste homem Jesus, o qual causou um pequeno rebuliço na Palestina.

Carson, ao citar Rosner escreveu: “Os Actos dos Apóstolos é uma narrativa de expansão missionária, que se inicia com um pequeno grupo de discípulos de Jesus em Jerusalém e se estende de forma significativa quebrando as barreiras étnicas, religiosas e geográficas para terminar em Roma, onde Paulo pregara o evangelho de o Cristo ressuscitado aos judeus e gentios (Rosner 1998:216). ”
O livro dos Actos é sem dúvida também um livro do Espírito. Mais de quarenta vezes o Espírito Santo é apresentado como um personagem envolvido na trama da história. A partir da motivação dinâmica e poderosa no dia de Pentecostes, os primeiros discípulos de Jesus foram mais uma vez surpreendidos ao verem as actividades do Espírito.

Meus irmãos, podemos entender a partir do livro de Actos que a missão é de facto uma propriedade do Espírito Santo, como também é uma preocupação e interesse do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

O livro de Actos retrata o dia de Pentecostes como o cumprimento da promessa do Pai a Seu povo feita através de seu profeta Joel. Jesus é parcialmente ligada à obra do Espírito Santo como aquele que lembra a seus discípulos da vinda do Espírito Santo, em cumprimento da promessa do Pai (Actos 1:4).

De acordo com Bolt:” Em Actos, ao contrário do uso moderno muito, ‘testemunho’ refere-se às actividades dos doze e Paulo, como “missão” principalmente no tocante a obra de Deus que incluía o envio de Cristo para os judeus e os gentios através da palavra de suas testemunhas. ”

Em Actos Missão é sinónimo para Testemunha

Em Actos fazer missão é sinónimo de ser uma testemunha. A palavra “Testemunha” é usada 29 vezes em Actos ora como verbo ora como substantivo. Ela vem da palavra grega (μάρτυς) “Martus” normalmente traduzido como” testemunha “. Ela tem vários significados, e uma delas é a de ser testemunha no sentido judicial.
Em Actos, os seguintes textos nos mostram a forma como a palavra “testemunha” é usada. Por exemplo, em Actos 1:8, o discípulo iria receber o poder do Espírito Santo e ser testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e Samaria, e até a extremidade da terra, no versículo 22, os discípulos “deviam tornar-se testemunhas pessoais da sua ressurreição; no capítulo 2:32, os discípulos eram todos” testemunhas da ressurreição de Jesus, no capítulo 3:15 os discípulos foram testemunhas da ressurreição de Jesus, no capítulo 4:33 vemos que “Com grande poder os apóstolos davam testemunhos da ressurreição do Senhor Jesus”, no capítulo 5:32 “Nós somos testemunhas destas coisas:” Deus o exaltou colocando-o à sua mão direita, como Príncipe e Salvador, como aquele que iria levar a Israel ao arrependimento e perdão dos seus pecados.” (v.31). Todas as passagens acima mencionadas nos dão uma ideia clara de que, falar sobre a missão é o mesmo que falar sobre ser testemunhas da ressurreição de Jesus e do “perdão dos pecados pelo seu santo nome” (10:43). Em consonância com este argumento, é afirmado que, “Missão e testemunho são integralmente relacionados. O envio de Jesus ressuscitado é a missão mais básica, que é feito pelas suas testemunhas escolhidas, equipadas e aprovadas pelo seu Espírito. Não resta dúvida que ser testemunha é um tema importante no livro de Actos.

No livro de Actos a Missão é retratada de diversas maneiras:

(1) Missão é retratada como a proclamação das boas novas da salvação, o chamando das pessoas à fé em Deus, em vista de seu reino iminente;

 (2) Missão é retratada como o compartilhar de práticas do bem que possam satisfazer as necessidades sociais dos outros (4:32-35);

(3) Missão é retratada também como uma resposta a chamada para servir.

Em Actos, a missão é uma história da actividade do Espírito de Deus na vida dos seus discípulos, santificando-lhes e enviando-lhes a proclamar o evangelho da salvação, primeiro, nas suas casas, logo a seguir na sua vizinhança, e depois nas vilas, cidades, países e, finalmente, até aos confins da terra.

Em seguida temos alguns exemplos da profunda convicção desses homens como verdadeiras testemunhas do nosso Senhor Jesus Cristo. Em Actos 5:42-44, vemos que o Sinédrio tentou parar os discípulos de anunciar o evangelho de Jesus “eles chamaram os apóstolos e lhes açoitaram e em seguida, lhes ordenaram que não falassem em nome de Jesus, e logo a seguir deixaram-lhes ir na esperança de que não iriam falar de Jesus. A história diz-nos que logo que “os apóstolos deixaram o Sinédrio, continuaram a falar de Cristo e mais, estavam alegres por terem sido considerados dignos de sofrer desonra em nome de Jesus. A Bíblia diz: dia após dia, no templo e de casa em casa, eles nunca pararam de ensinar e proclamar as boas novas de Jesus, o Cristo. Em Actos 9:31 vemos o Espírito Santo, abençoando a sua igreja “Então, a igreja em toda a Judeia, Galileia e Samaria teve um tempo de paz. A Igreja foi reforçada, e encorajada pelo Espírito Santo, e ela cresceu em número, vivendo no temor do Senhor. No capítulo 13:2, vemos a intervenção directa do Espírito Santo em ordenar que “separassem Barnabé e Saulo para a obra a que os tinha chamado.” Em Actos 16:6, vemos o Espírito Santo a enviar “Paulo e seus companheiros a viajaram por todo o região da Frígia e Galáxia “[e] tendo sido impedidos pelo Espírito Santo de pregar a palavra na província da Ásia. No capítulo 20:22, através do testemunho de Paulo, podemos ver mais uma que o trabalho da missão é comandado pelo Espírito Santo. Paulo disse que “compelido pelo Espírito, ele foi para Jerusalém, mesmo sem saber o que iria acontecer com ele lá. Ele simplesmente obedeceu Espírito Santo. Parece-me que todos estes textos são importantes para nos mostrar que a missão é de facto a obra do Espírito Santo, e não de uma denominação ou organização humana.

Não esqueças caro leitor que ainda hoje o Espírito Santo nos chama e nos capacita a sermos testemunhas do Senhor Jesus Cristo no cumprimento da missão de fazer discípulos a semelhança de Cristo em todas as Nações.

Deus te abençoe!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: