SÉRIE III – A VINDA DO ESPÍRITO SANTO EM SAMARIA (ACT. 8:1-24)

Após a morte de Estevão, o sumo-sacerdote e todos os seus sócios iniciaram a primeira grande perseguição da igreja em Jerusalém, fazendo com que os discípulos fossem espalhados por todo o campo da Judeia e Samaria (6:1). Como resultado desta grande perseguição, vemos Deus usando os que tinham sido dispersos para levar a Palavra por todos os lugares onde eles passavam (6:4). Entre os discípulos que foram espalhados encontramos um grande homem de Deus chamado Felipe, um dos sete diáconos (6:5), que chegou a Samaria e começara uma missão bem sucedida. Em 8:14-17 temos a história da chegada de Pedro e João em Samaria, que, depois de pregando e impondo as mãos sobre os samaritanos milagrosamente o Espírito veios sobre eles. Lucas registara que os homens Samaritano e mulheres foram baptizadas e receberam o Espírito Santo (8:17). Neste capítulo, Lucas não descreve pormenorizadamente o que aconteceu, mas foi tão grande que Simão o Mago queria comprar com dinheiro o poder de impor as mãos como os apóstolos. É importante referir que Simão não quis comprar o poder de Felipe para fazer as maravilhas de expulsar demónios e curar os doentes, mas sim aquela capacidade para que todos a quem ele viesse impor as mãos recebessem o Espírito Santo” (Act.8: 18 – 24). Simão pensou que poderia entrar em algum tipo de acordo com os apóstolos que lhe permitisse conferir o Espírito à vontade a todos aqueles que ele bem quisesse. Pedro muto irado com a sua proposta, respondeu: “O teu dinheiro seja contigo para perdição…”, porque o Espírito é um dom de Deus (v.20) e não pode ser comprada por dinheiro. O pecado de Simão, o Mago leva seu nome na história, como “Simonia”. Nesta passagem o Espírito Santo contrasta deliberadamente as marcas do cristianismo autêntico com os de uma falsa fé e hipocrisia. Simão o Mago aparece nessa conta, como mais uma manifestação do ataque do diabo contra a igreja, a partir de dentro, no seio daqueles que fazem parte da Igreja de Cristo.

Nesta história, Lucas destaca como os samaritanos receberam a palavra de Deus através de Filipe e como eles foram baptizados em nome de Jesus e foram cheios do Espírito Santo. Na narrativa de Lucas, podemos ver que a missão na Samaria é o início do cumprimento da predição de Jesus em Actos 1:8. O movimento de Jerusalém para Samaria era uma preparação do caminho em que a proclamação do evangelho aos confins da terra ia ter lugar.

Alguns pensamentos a reflectirmos que possam ajudar o nosso crescimento espiritual:

  1. As perseguições serviram de oportunidades para que a Palavra de Deus se espalhasse mais rapidamente. Nesta passagem, a perseguição serviu como um potencial que permitiu os discípulos a testemunhar do amor de Cristo ressurrecto. É importante lembrar que Jesus nunca nos prometeu um escape mágico para perseguição, antes pelo contrário Ele exorta a estar precavidos acerca da perseguição que há-de vir sobre nós. (Mateus 24:9; João 16:33). A Sua promessa é que, quando a perseguição vier, o espírito Santo nos dará a palavra certa para falar. (Lucas 21:12-15).
  2. Será que podemos entender a descida do Espírito Santo sobre os recém-convertidos de Samaria como uma segunda bênção da Graça? A passagem diz-nos que até então não tinham recebidos o Espírito Santo, isto significa que já tinham sido baptizados nas águas mas não tinham recebidos o baptismo do Espírito Santo. Será que é necessário que um representante apostólico coloque a sua mão, primeiro para que o crente receba o Espírito Santo? Sabias que João Wesley tinha uma opinião acerca do baptismo do Espírito Santo divergente da que a Igreja do Nazareno tem. Para Wesley o Espírito Santo vem sobre o crente na Justificação inicial enquanto que a Igreja do Nazareno conecta-o com a “segunda obra da graça” ou “segunda bênção”.

Será que os dois estágios estão bem evidentes nesta passagem de (Actos 8: 14-17)?

  1. Será que muitos Cristãos não têm um pouco de “simonia” nos nossos dias? Que achas quando alguns tratam a oração como uma solução mágica, ou quando cumprem alguns requisitos da igreja, como o dar dízimos, ser assíduo aos cultos, fazer boas obras, vai merecer méritos diante de Deus em vez de obediência total a Palavra de Deus.?
  2. Já percebeu que sempre que a Igreja de Deus alcança uma tremenda vitória, Satanás chega com todas as suas astúcias para fazer com que a bênção tenha menos sabor. Esta é a terceira vez no livro de Actos, em que encontramos a germinação de sementes do diabo. A primeira foi a história de Ananias e Safira, que se manifesta hipocrisia, apesar de serem cristãos realmente genuínos. A segunda foi a discórdia que brotou entre os discípulos, quando eles discutiram sobre a distribuição de mercadorias para as viúvas. A terceira é a manifestação da falsidade religiosa em que põe em causa a verdadeira conversão de Simão, o mágico. (Actos 8:13)

Espero sinceramente que esta série sirva de benção para tua vida.  Um grande abraço, Danilo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: